;

sábado, 4 de junho de 2016

Marvel Comics: Bazuca

Nome: Bazuca
Nome original: Nuke
Identidade: Frank Charles Simpson
Origem: Estados Unidos, Planeta Terra
Altura: 1,90 m
Peso: 122 kg
Ocupação: Mercenário, ex-soldado
Afiliações: Thunderbolts


Frank foi muito maltratado pela mãe, que era uma mulher rica e esnobe, que nem o marido suportava, por isso a traia com a babá. A propósito, Frank gostava bem mais da babá do que da sua mãe. Certo dia Wolverine apareceu na sua porta (na época ele trabalhava controlado) para levar Frank, e nessa situação ele acabou matando a babá, levou o pai ao suicídio e capturou o garoto. Frank foi levado ao Projeto Homegrown, parte do mesmo plano que criou o Capitão América e o Wolverine, onde ele começou a ser tratado e treinado para virar uma verdadeira máquina de guerra. Durante os intensos experimentos Frank era enviado à várias guerras. Na Guerra do Vietnã ele foi severamente torturado, algo que afetou muito a sua sanidade.
Como parte das experiências Frank recebeu aprimoramentos cibernéticos, como uma segunda pele impenetrável por baixo da comum, tornando-o imune a facadas, tiros e qualquer outro golpe perfurante. Sua força também foi ampliada. Um segundo coração lhe foi implantado, podendo mantê-lo vivo caso algo aconteça com o outro. Ele recebeu algumas pílulas especiais desenvolvidas pelo programa: as de cor vermelha aumentam seus níveis de adrenalina, tornado-o incontrolável; as de cor azul o tiram o efeito; e as de cor branca o relaxam. Está sempre acompanhado de uma metralhadora pesada que ele carinhosamente chama de Betsy.
Todas as experiências e torturas que ele sofreu o deixaram louco, e ainda por cima ele não encarou bem o fim da Guerra do Vietnã, por isso está sempre achando que continua em um conflito e que todos são seus inimigos. É extremamente patriota, por isso a tatuagem no rosto, o que o leva a tratar muito mal qualquer estrangeiro. É inimigo do Demolidor, mas já enfrentou o Capitão América e o Wolverine muitas vezes.


Veja a lista de personagens de Marvel Comics.

Até a próxima postagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário