;

sábado, 16 de abril de 2016

Os Pokémons representados por conceitos científicos!

Você já deve ter visto por aí aquelas imagens onde quatro pokémons (Pikachu, Bulbasaur, Charmander e Squirtle) aparecem ao lado de equações. E então, quer saber o que são essas equações?
PS: Eu estava ansioso para usar meus conhecimentos científicos em alguma postagem nesse blog e finalmente aconteceu!!!
Ah, se você ainda estiver no ensino fundamental ou ensino médio não precisa de preocupar em entender como tudo isso funciona, afinal exige alguns conhecimentos que você só verá na faculdade (dependendo do curso, ainda).

Primeiro, o Pikachu:


Essas quatro equações são chamadas em conjunto de Equações de Maxwell. Elas descrevem todo o eletromagnetismo clássico, ou seja, são elas que explicam matematicamente como funcionam campos elétricos, campos magnéticos, a relação entre esses dois (campos eletromagnéticos), e por consequência conceitos como corrente elétrica, tensão elétrica, fluxo magnético, etc. De certa forma, tudo que um pokémon elétrico faz pode ser descrito por essas equações.

Agora o Bulbasaur:


A primeira é uma equação química que representa o processo de fotossíntese. A fotossíntese é o que faz as plantas ganharem energia, é a forma que elas "respiram". As folhas absorvem o gás dióxido de carbono do ar e as raízes absorvem a água da terra, e tudo isso reage com a ajuda da luz do Sol formando oxigênio e glicose.
A segunda equação é uma representação algébrica da proporção áurea. A natureza apresenta padrões bem interessantes e todos eles estão relacionados com o número 1,618. Por exemplo, se você medir sua altura dos pés a cabeça e dividir pela altura dos pés ao umbigo o resultado é esse número. Se medir do ombro até a ponta dos dedos e depois dividir pela medida do cotovelo até a ponta dos dedos, dá esse número também. O mesmo acontece com desenhos de folhas, tamanhos de árvores, etc.
A terceira é a Equação de Michaelis-Menten, que é uma das principais na cinética enzimática, que estuda a velocidade de reações que são catalisadas por enzimas. Calma, eu explico. Catalisar significa acelerar uma reação química sem participar dela. E é isso que as enzimas fazem. Se não existissem enzimas com certeza algumas reações que fazem nosso corpo funcionar demorariam dias, meses ou anos ou talvez nem acontecessem. Não só reações do nosso corpo, como também de todos os seres vivos.

O Charmander:


A primeira equação é a representação matemática da Primeira Lei da Termodinâmica. A termodinâmica descreve praticamente tudo que envolve calor (que é uma forma de energia) e essa lei nos diz que a energia não surge do nada, ela sempre vem de algum lugar. Ela deixa bem claro que a energia se conserva, ou seja, ela também não desaparece do nada.
A segunda mostra a equação da Energia Livre de Gibbs. Essa fórmula relaciona duas coisas importantes numa reação: a entalpia e a entropia. Esses dois conceitos são meio difíceis de explicar sem outros conhecimentos prévios, mas basta saber que a entalpia é a energia envolvida na reação e a entropia é o nível de desordem do sistema. Essa equação mostra se algo que acontece na natureza é reversível ou não. Por exemplo, a queima da madeira é irreversível, principalmente porque a entropia da madeira nunca é a mesma depois de queimada.
A terceira é a inequação de Clausius. Ela toca novamente no conceito de entropia, relacionando isso com o calor e a temperatura. Sim, calor e temperatura são duas coisas diferentes. Calor é uma forma de energia, por isso quando a temperatura está alta  dizemos "está calor", bem, estamos errados.
Obs: o sinal de maior ou igual () deveria estar ao contrário, mostrando um menor ou igual (), então não sei se a equação aí está errada ou é um caso especial.

As do Squirtle:


A primeira equação tem a ver com dinâmica dos fluidos, que estuda o movimento de fluidos (líquidos e gases). Mais especificamente, essa equação é uma forma de mostrar o Princípio de Bernoulli, que descreve como esses fluidos se comportam quando estão em movimento.
A segunda equação representa a força de pressão exercida por um fluido de acordo com a área da superfície em que ele se encontra. Esse princípio tem várias aplicações, mas a mais notável é na asa dos aviões. A pressão que o fluido (no caso, ar) exerce na superfície de baixo da asa é o que mantém o avião estabilizado no ar. E ainda por cima essa fórmula nos mostra o princípio de conservação de massa aplicado ao fluido.
E a terceira é uma das formas da Equação de Euler para fluidos, que descreve matematicamente o escoamento de líquidos ou gases baseando-se na conservação de momento, um conceito que reina o universo (junto com a conservação de energia).

_ _ _ _ _

Um jeito divertido de ensinar ciência. Gostaram?

Até a próxima postagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário