;

domingo, 15 de novembro de 2015

Lista de Individualidades de Boku no Hero Academia

Lançado em 2014, o mangá de Boku no Hero Academia vai ser adaptado para anime em breve. Resolvi fazer essa postagem para, assim como venho fazendo com novos animes, testar sua popularidade.

ATENÇÃO! O post está desatualizado, em breve vou refazê-lo!


Uma individualidade, no mundo de Boku no Hero Academia, é uma habilidade especial que algumas pessoas desenvolvem. Ainda não foi revelado, e é provável que nem mesmo as pessoas daquele mundo saibam, qual a origem dessas individualidades. Sabe-se, porém, quem foi o primeiro a apresentar uma dessas habilidades. A partir daí teoriza-se que elas sejam uma forma de evolução. Outro fato que confunde bastante sobre a origem dessas individualidades é que elas atingem cerca de 80% da população mundial, ou seja, não é algo tão aleatório ou causado por um evento isolado. E a tendência é que esse número de pessoas aumente, afinal essas habilidades podem passar de pais para filhos.
As pessoas já estão acostumadas com tudo isso, mesmo que de vez em quando algumas pessoas mal-intencionadas usem essas habilidades para cometer crimes. É devido a isso que o assunto é tratado nas escolas e, assim como surgem vilões, surgem heróis para combatê-los.

Veja agora uma lista com todas as individualidades já mostradas:

Absorção de Impacto
Usuário: Noumu
Individualidade que permite ao usuário absorver o choque de qualquer golpe físico ou qualquer forma de impacto. Porém existe um limite para o nível de impacto que pode ser suportado com segurança.


Ácido
Usuário: Mina Ashido
Permite secretar de seu próprio corpo um líquido cujas propriedades podem ser alteradas pelo usuário. Ele sempre é corrosivo, o que necessita de cuidado do usuário ao manipulá-lo, e pode adquirir mais viscosidade ou torna-se bem escorregadio.


Aço
Usuário: Tetsutetsu Tetsutetsu
Permite ao usuário transformar seu corpo em aço, criando uma ótima defesa e potencializando golpes físicos.



Ar Sólido
Usuário: Kousei Tsuburaba
Kousei é capaz de solidificar o ar a sua volta, a maioria das vezes criando escudos. Há um limite: o máximo de volume de ar que ele pode solidificar é igual ao máximo de ar que cabe em seus pulmões.



Buraco Negro
Usuário: Nº 13
Dá a habilidade de criar buracos negros capazes de atrair tudo que estiver ao seu redor para dentro dele, onde qualquer material é facilmente desintegrado.



Cabelo de Serpente
Usuário: Uwabami
Uwabami possui algumas cobras nos cabelos e seus sentidos estão conectados a ela, ou seja, ela possui toda a percepção sensorial das cobras (que é bem avançada).



Cauda
Usuário: Mashirao Ojiro
Mashiraro possui uma cauda preênsil (como a de um macaco) muito mais forte e resistente que um braço comum.



Cimento
Usuário: Cementoss
Permite a manipulação de cimento, ainda em um estado pastoso, mas que pode se solidificar rapidamente.



Clones
Usuário: Ectoplasm
Ecotplasm é capaz de emitir ectoplasma (aquela substância dos fantasmas) para criar clones de si mesmo. São 36 no máximo (quando está de bom humor) se os clones forem exatamente iguais. Eles podem ser de tamanhos gigantes, mas como há uma realocação do ectoplasma o número deles é bem menor.



Coagulação do Sangue
Usuário: Stain
Stain é capaz de paralisar seus adversários após ingerir um pouco de sangue deles. O máximo de tempo dessa paralisia é de 8 minutos, mas varia (sempre para menor) dependendo do tipo sanguíneo, sendo que tipo B fica mais tempo e tipo O menos.



Controle de Madeira
Usuário: Kamui Wood
Dá a capacidade de controlar madeira, que normalmente na forma de galhos ou troncos de árvores. Não só é possível controlá-la como também criá-la.


Cópia
Usuário: Neito Monoma
Permite ao usuário copiar qualquer outra individualidade para que possa usar como quiser. Há duas limitações: o efeito da cópia dura cinco minutos e depois disso ele perde as habilidades, tendo que copiar de novo; e ele não pode copiar duas individualidades ao mesmo tempo.


Criação
Usuário: Momo Yaoyorozu
Momo é capaz de extrair de qualquer parte de seu corpo todo tipo de objeto, principalmente armas. Sua única limitação é a necessidade de conhecer a estrutura atômica básica do objeto que ela está materializando.


Eletrificação
Usuário: Denki Kaminari
Permite ao usuário emitir eletricidade pelo próprio corpo.


Endurecimento
Usuário: Ejirou Kirishima
Muito parecido com a individualidade Aço, onde o usuário pode endurecer o seu corpo. Ejirou pode perder esta habilidade por um período de tempo se usá-la demais e receber muitos danos rapidamente.


Explosão
Usuário: Katsuki Bakugou
Transforma o próprio suor em algo parecido com nitroglicerina (composto químico explosivo usado em dinamites). Ou seja, o suor torna-se explosivo. Katsuki usa uma roupa com luvas e braceletes especiais que coletam esse suor para usá-lo com mais potência, além de servirem como protetores para as mãos contra as explosões. As explosões podem ser usadas para dar impulso também.



Fita
Usuário: Hanta Sero
Os braços de Hanta são modificados e se parecem com rolos. Eles emitem fitas resistentes a longas distâncias e que podem ser recolhidas de volta aos rolos.



Fones de Ouvido
Usuário: Kyouka Jirou
Por meio de plugues extensíveis existentes nos lóbulos das orelhas o usuário é capaz de ampliar o som das batidas do seu coração até um nível que pode causar um bom nível de destruição. Pode ainda captar o mais baixo dos sons a longas distâncias dela.



Forma de Sapo
Usuário: Tsuyu Asui
Dá ao usuário habilidades de sapo, com algumas potencializações. Torna-se capaz de esticar sua língua até 20 metros de comprimento, saltar até vários metros de altura, melhora as habilidades de nado e pode secretar veneno como cuspe. Seu estômago infla com facilidade e pode servir para guardar coisas.



Gigantificação
Usuário: Mount Lady
Permite ao usuário ampliar o seu tamanho, porém sem controle sobre o quanto crescer. Mount Lady só consegue crescer para exatos 20 metros e 62 centímetros.

Laser do Umbigo
Usuário: Yuuga Aoyama
Permite ao usuário disparar raios lasers pelo próprio umbigo. É preciso manter um intervalo de tempo entre cada disparo para evitar danos à própria barriga.
 

Lavagem Cerebral
Usuário: Hitoshi Shinsou
Hitoshi tem a habilidade de fazer uma lavagem cerebral em qualquer pessoa que lhe responder verbalmente. Depois disso ele pode ainda controlar a mente dessa pessoa. Mas tudo isso sempre e só se alguém lhe responder, sem isso o poder é inútil. 

Meio-Quente Meio-Frio
Usuário: Shouto Todoroki
O corpo de Shouto torna-se dividido: o lado direito é frio e permite a manipulação do gelo, enquanto o esquerdo é quente e permite a manipulação de fogo. Ele pode misturar os dois poderes para ficar mais forte, porém tem que mantê-los equilibrados senão um afeta severamente o outro.


Metralhadora
Usuário: Gunhead
Essa individualidade fez Gunhead nascer com metralhadoras nos braços. Por incrível que pareça essas metralhadoras são "orgânicas", como se fizessem realmente parte de seu corpo. Elas disparam garras de queratina (mesma substância que forma nossas unhas ou chifres de animais, por exemplo).



Motor
Usuário: Tenya Iida
O usuário ganha pernas semelhantes a um complexo motor nas panturrilhas e pés. Alimentado com suco de laranja (seu combustível) ele se torna capaz de correr com uma grande velocidade.




Quatro Braços
Usuário: Forcekind
Deu a Forcekind mais dois braços extras, abaixo dos convencionais.




Sombra Negra
Usuário: Fumikage Tokoyami
Permite ao usuário adquirir a forma de um monstro alado que parece ser feito de sombras. Quando fica no escuro ele fica bem nervoso e poderoso, mas enfraquece e fica dócil sob a luz.



Super Regeneração
Usuário: Noumu
Noumu, com essa individualidade, é capaz de regenerar qualquer membro perdido.




Todos Por Um
Usuário: Sensei
Permite ao usuário roubar individualidades de outras pessoas, ou seja, tirar a habilidade única do adversário e transferi-la para si mesmo (ou, se o usuário quiser, pode dar essa individualidade para outra pessoa). Se alguém que receber uma individualidade nova já tiver uma, as duas podem se fundir e gerar algo bem mais poderoso. Receber individualidades por meio desse poder nem sempre é tão fácil, pois às vezes o corpo do receptáculo não suporta o novo poder e entra em colapso.
 

Um Por Todos
Usuários: Shimura, Izuku Midoriya, Toshinori (Todo-Poderoso)
Essa individualidade surgiu quando um jovem (que tinha uma individualidade oculta) recebeu de seu irmão (que tinha a Todos Por Um) a habilidade de armazenar energia. As duas individualidades se fundiram e geraram a Um Por Todos. Essa individualidade aumenta a níveis absurdos a força, agilidade, resistência e velocidade do usuário.



Vinhas
Usuário: Ibara Shiozaki
Ibara consegue fazer crescer vinhas espinhosas da sua cabeça e controlá-las como quiser, usando principalmente para prender seus adversários.



Zoom
Usuário: Mei Hatsume
Mei é capaz de enxergar coisas com ótima qualidade e foco em até 5 quilômetros de distância.
 

Existem ainda algumas individualidades que não foram nomeadas oficialmente:

Usuário: Shigaraki Tomura
Enquanto esta individualidade estiver "ativada", tudo que o usuário toca pode ser desintegrado rapidamente. Por isso ela é, às vezes, chamada de Desintegração.

Usuário: Tooru Hagakure
Transforma o corpo (apenas o corpo, não as roupas) do usuário invisíveis. É chamada, algumas vezes, de Invisibilidade.

Usuário: Backdraft
Permite ao usuário controlar e transformar partes do corpo em água.



Usuário: Shouta Aizawa
Permite ao usuário cancelar qualquer individualidade de alguém que ele olhar. Só não funciona com individualidades que modificaram o organismo do usuário e se tornaram "naturais"



Usuário: Minoru Mineta
Deixa o usuário capaz de criar umas bolas escuras e pegajosas com a cabeça. Essas bolas só não grudam na pele do próprio usuário.



Usuário: Pai do Izuku
Dá a habilidade de cuspir fogo pela boca.

Usuário: Mãe do Izuku 
Até onde se sabe permite ao usuário atrair objetos pequenos para perto de seu corpo.

_ _ _ _ _

Até a próxima postagem!

sábado, 7 de novembro de 2015

Os Tesouros Sagrados de Nanatsu no Taizai

A história dos Tesouros Sagrados ainda é um pouco vaga. Elas são armas especiais capazes de ampliar os poderes de seus possuidores e deixá-los quase no máximo de seus potenciais de combate. Há muitos anos atrás, quando o grupo de cavaleiros chamado Sete Pecados Capitais se formou, o rei Baltra de Liones presenteou cada um de seus membros com um Tesouro Sagrado e desde então só eles conseguem manipular essas armas com maestria.
Se você não conhece os Pecados Capitais, sugiro dar uma olhada nessa postagem (clique aqui).


Veja agora os tesouros itens conhecidos:

Espada Demônio Lostvayne
Tesouro sagrado de Meliodas. É uma espada (embora pareça também com uma adaga) de lâmina um tanto larga, curva e com uma sequência de furos. Meliodas a usou por muito tempo, mas após os Sete Pecados se desmembrarem ele a vendeu para comprar o Chapéu de Javali (ou Boat Hat, sua taberna). Merlin, também ex-membro dos Pecados Capitais, encontrou Lostvayne em uma feira e reconheceu como a arma de seu antigo parceiro. Ela então guardou a espada e a devolveu a Meliodas quando eles precisaram enfrentar o golem gigante Albion e somente após a antiga espada de Meliodas ter quebrado. Possui o poder especial de permitir que Meliodas crie até no máximo quatro clones de si mesmo, porém cada um deles com o poder reduzido em comparação com o original.


Martelo de Guerra Gideon
Tesouro sagrado de Diane. Ela havia perdido Gideon e o martelo acabou indo parar como prêmio no Festival de Luta de Byzel, uma competição de combate. Possui uma massa de quase uma tonelada, por isso só é possível ser empunhado por gigantes. Além da cabeça comum de um martelo há, no lado oposto, uma estaca curva e afiada (como uma picareta) e tem ainda um pomo na ponta do cabo usado para ataques menos letais. Gideon amplia os poderes da Criação, a habilidade especial de Diane de manipular a terra.


Lança Espiritual Chastiefol
Tesouro sagrado de King. Sempre que King está fora de combate Chastiefol aparece com a forma de um travesseiro, que torna-se um tipo de símbolo pelo fato de seu dono ser o Pecado da Preguiça. Além dessa, Chastiefol possui mais de oito formas conhecidas, incluindo a de um urso de pelúcia superforte e resistente, um anel de luz, um girassol gigante que emite energia solar e lanças de diversas formas, entre outras. Uma das formas mais usadas é a de uma lança de lâmina larga, porém a sua forma verdadeira é a de uma lança gigantesca com uma lâmina de forma estilizada.


Bastão Sagrado Courechouse
Tesouro sagrado de Ban. Cinco anos antes do início da série Ban enfrentou e se deixou ser capturado por um grupo de Cavaleiros Sagrados. Nesse momento ele perdeu Courechouse. Suas habilidades especiais são desconhecidas porque ainda não foi recuperado. É formado por quatro bastões médios que se conectam por correntes.


Arco Gêmeo Herritt
Tesouro Sagrado de Gowther. São dois arcos de energia que se formam quando precisam ser usados. Para disparar com ele é preciso apenas  um bom controle mágico, que praticamente só seu possuidor tem, pois não é preciso puxar nenhuma corda para disparar as flechas. Permite que Gowther amplie o alcance de seu poder, a Invasão, tornando quem é atingido por suas flechas sucessivos a ter sua mente invadida por Gowther, podendo ter seus pensamentos, memórias e segredos lidos. 


Estrela da Manhã Aldan
Tesouro sagrado de Merlin. É uma bola de cristal que Merlin mantém flutuando sobre a palma de sua mão quando vai usá-la. A verdadeira extensão de seus poderes ainda não foi revelada, mas é visto que ela amplia e age em conjunto com a telecinese de Merlin.


Machado Divino Rhitta
Tesouro sagrado de Escanor. É um grande machado de lâmina cortante curva e duas outras lâminas perfurantes, uma no topo e outra na parte oposta à curva. Seus poderes ainda são bem misteriosos, mas sabe-se que Rhitta possui uma forte ligação com a luz do Sol, como se seus poderes se completassem. Por esse motivo os demônios, seres muito ligados à escuridão, não conseguem usar essa arma.



_ _ _ _ _

Até a próxima postagem!

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Aprendendo a criar mangás - Capítulo 10: Criando um roteiro simples e primeiros personagens

Antes de começar, já viram a parte 9? Eu recomendaria começar por ela porque foi lá que expliquei o reboot das postagens desses tutoriais e dei início a explicação de como criar a história do mangá. E vou partir do pressuposto de que você já organizou o que é falado lá, como o universo da sua história.
Essa postagem se parece bastante com o "capítulo 2" que fiz em 2012, mas dessa vez estou bem mais experiente e podemos dizer que essa é uma versão mais séria do conteúdo.
Vamos agora ao meu passo favorito e um dos mais importantes: montar a estrutura do roteiro simples e os primeiros personagens!

Eu chamo de roteiro simples aquele que serve de base para o começo da história. Ele vai alimentar sua história nos primeiros três capítulos, mais ou menos, que é a parte onde o autor apresenta para o público os personagens principais, o estilo da história e as primeiras impressões. Por isso, capriche!

Vamos começar logo porque eu já demoro muito para postar esses tutoriais.

Eu sempre repito os mesmos passos toda vez que vou criar uma história, então vou colocá-los aqui. Primeiro, vamos montar o tal roteiro simples:

Abra um editor de texto que você preferir, por exemplo, o Word. Você pode fazer isso à mão em um caderno também, porém não vai ter tanta liberdade para excluir e refazer algumas partes quando precisar. Fica a seu critério.

Digite uma frase que você acha definir sua ideia. Se estivesse criando Naruto, por exemplo, eu poderia ter escrito algo assim:

"Garoto desprezado corre atrás de seu sonho de se tornar respeitado"

Isso é bem simples, não é? É uma trama principal e pode ser aplicado a todo tipo de obra. Dá pra fazer um livro com isso, de 800 páginas ou 200. Dá pra fazer um poema ou um mangá. Quando estou andando por aí eu começo a ter essas ideias resumidas, como por exemplo "o último homem da Terra faz reflexões sobre sua vida" ou "oficial nazista orquestra plano para libertar prisioneiros". Coisas bem aleatórias mesmo.

Aí vem o que você já deve ter criado no passo anterior desse tutorial: o universo da história. Agora a sua frase vai ficar mais específica e é o momento de tornar sua historia única. Acrescente a temática, isso é importante. A frase ali em cima ficaria assim:


"Garoto ninja desprezado pelas pessoas a sua volta corre atrás de seu sonho de se tornar o líder da aldeia para ser respeitado"

E isso pode ser repetido mais vezes, deixando a frase maior e mais completa. No fim você pode perceber que fez um resumo da história. Se alguém perguntar sobre o que é seu mangá basta recitar a frase, viram? Se ajudar, imagine-se explicando sobre o que é o seu mangá pra alguém ou imagine-se fazendo um daqueles resumos que ficam na capa de trás ou orelha de um livro.

Antes de continuar, para poder especificar mais a sua história vamos para os primeiros personagens. (Minha parte favorita sempre).

O esquema para montar os personagens é o mesmo. Lembrando que você não deve encher o leitor com muitos personagens de uma só vez. Apresente o protagonista e seus melhores amigos. Um inimigo? Talvez. Vou falar sobre essa questão do inimigo daqui a pouco.
Ainda no editor de texto, digite isso:

  • Nome:
  • Personalidade:
  • Biografia:
  • Habilidades:
  • Cabelos:
  • Olhos:
  • Características físicas:
  • Roupas:

Aos mais preguiçosos eu gostaria de dizer que a seleção de texto é bloqueada aqui no blog, então você vai ter que digitar mesmo, me desculpe.

O nome não precisa vir agora, mas você pode identificá-lo com um nome genérico, geralmente vindo de um estereótipo desses estilos, como "melhor amigo do protagonista", o "o cara inteligente", o "gordinho engraçado", etc.
Quanto a cabelos e olhos, você pode se perguntar: mangá não é em preto e branco? Sim, é em preto e branco e provavelmente você nunca irá colorir seus personagens tão cedo (pense nisso apenas se fizer capas). Mas essa é a forma de transferir para um registro o modo como você imaginou seu personagem. É melhor até fazer isso antes de desenhar, porque você já vai para o papel sabendo o que fazer
Nas características físicas e roupas não é preciso descrever todo o personagem. Coloque coisas que são marcantes como "coque no cabelo", "cicatriz na bochecha", "pele morena"... Isso contribuiu com as informações anteriores para formar a imagem do personagem. Assim ele possuirá uma característica única que vai diferenciá-lo dos demais.
Quer ver algo curioso? Vou mostra uma silhueta e vocês tentam adivinhar quem é:




Perceberam como um personagem se torna icônicos com algumas características? Principalmente o cabelo.
Uma dica: não exagere demais em detalhes, lembre-se que você terá que desenhar isso muitas vezes por várias páginas, então pode ficar bem cansativo.
Ah, fazer uns rascunhos do design do personagem enquanto faz essas descrições é bem legal também. Ajuda bastante.

As habilidades exigem uma atenção especial. Como eu disse no capítulo 2 dessa série de tutoriais você não precisa colocar todos os poderes que quer no personagem logo de cara. O legal é ver os personagens ficarem cada vez mais fortes conforme vão enfrentando mais inimigos e amadurecendo. Dê uma olhada nas listas de poderes que postei aqui no blog se precisar de ajuda.




Em personalidade você deve colocar palavras simples para identificar o método do seu personagem agir: "preguiçoso", "nervoso", "sério"...

O típico preguiçoso

Aí vem a biografia. Essa é outra parte que você não deve manter tanto o foco agora. A menos que seja o protagonista, aí sim, porque a história depende disso. É claro que você não vai ter que registrar desde o nascimento do personagem e contar detalhe por detalhe de sua vida, mas é legal já deixar preparado alguns acontecimentos da infância e juventude (depende da idade de seu personagem) mesmo que você não vá mostrá-la tão cedo. Faça um breve resumo, de uma quatro linhas no máximo. Está bom por enquanto. Essa biografia vai se desenvolver junto com a história.

Existe uma palavra chave na hora de montar um roteiro: planejamento. Cuidado ao sair escrevendo desenfreadamente porque pode chegar uma hora onde você vai tropeçar na sua própria história. É claro que se for um one-shot (mangá de um único capítulo) ou uma historinha curta não é preciso fazer um planejamento imenso.
Quando fui criar uma de minhas primeiras histórias eu tinha vontade de jogar todas as minhas ideias lá. Tinha a ideia e na mesma hora já estava empurrando na história. Isso é péssimo. Chegou um dia onde eu quis inserir um pai para o protagonista e... já era. Eu já tinha colocado o avô e nessa época nem pensava em colocar o pai. Acontece que a falta de planejamento me atrapalhou com as idades. Isso porque meu protagonista tinha 20 anos e o avô 50, ambas as idades já mencionadas na história. Se você fizer as contas vai perceber meu erro: se o avô tivesse seu filho quando tinha 20 anos, então para que desse tempo do protagonista nascer o pai teria que tê-lo tido com 10 anos! Mesmo se eu equilibrasse, 15 e 15, iria ficar estranho.
Ok, eu não pensava em colocar um pai no começo da história, mas deveria ter pensado que existe um pai, aparecendo ou não, então sua idade teria que estar incluída desde o começo quando resolvi impor idades para meus personagens. Não sei se minha explicação ficou meio confusa, mas é isso.

Eu recomendo ter pelo menos uns sete personagens prontos antes de começar a história.

Agora... como começar? Gostaria de dar um conselho: o começo é a parte mais difícil, mas não desanime.
Você pode ter um milhão de ideias mas é muito difícil passar isso para as outras pessoas de forma suave e que elas entendam. Você tem que estar sempre pensando que a pessoa não pode ler sua mente, então tudo que você for mostrar na sua história tem que ficar muito claro, tem que fazer sentido para todos.
Com aquele resumo em mãos eu sugiro que você se sente em um computador, máquina de escrever ou com lápis e caderno e escreva o roteiro do primeiro capítulo com muita calma. Ele é MUITO IMPORTANTE! Vou falar sobre começar o primeiro capítulo no próximo tutorial. 

Antes queria esclarecer mais algumas coisas sobre a idealização do roteiro. Você deve criar uma trama principal para sua história seguir. Se o seu mangá for curto essa trama pode durar até o final, não tem problema, basta alimentá-la sempre com novas ideias para não ficar chato.  
Mas se seu mangá for grande é bom inovar. Porém, cuidado! Existem duas coisas que podem atrapalhar um pouco com tramas de mangás grandes:
Insistir na mesma trama sem inová-la. Imagine só que saco seria acompanhar um mangá que nunca muda a história, que fica na mesma sempre. Uma hora você já ganha a habilidade de saber o que vai acontecer de tão óbvio que as coisas ficam.
Mudar a trama drasticamente. Esse segundo problema era para ser uma solução para o primeiro. Sua história está começando a ficar chata e repetitiva e de repente você faz uma reviravolta maluca e tudo muda. Cuidado com isso. Imagine que chato seria ter uma historia que, apesar de cansativa, estava chegando em um ponto interessante e inexplicavelmente os personagens passam a mudar seus ideias, objetivos e começam a fazer coisas diferentes. Por exemplo: sua história é sobre caçadores de fantasmas, eles começam a enfrentar tantos fantasmas que não tem mais graça. Aí você insere alienígenas e do nada os caçadores viram defensores espaciais.
Existe o mundo das obras narrativas um termo chamado plot twist, usado justamente para manter a atenção. O plot twist é uma mudança radical na história  para algo geralmente inesperado. Use-o com moderação e preste atenção no que está fazendo para não ser radical demais, como foi no exemplo acima. Um plot twist legal com o exemplo seria se, vamos ver, os caçadores de fantasmas descobrissem que há um Rei Fantasma e ele está tentando dominar o mundo. Então eles passariam a caçar esse Rei Fantasma. Viram como eu mudei o rumo de "simples caçadas" para uma "aventura épica" atrás de um vilão? É como se eu desse um novo rumo mais emocionante à história.

Falando em vilão, vou falar um pouco dele. Antagonistas são essenciais para o desenrolar da história, principalmente aquele que é a maior pedra no sapato dos mocinhos. O grande vilão, vamos chamá-lo assim, é o último obstáculo a ser enfrentado, lá no final da história. Então para quê se preocupar com ele agora? Tenho planos de fazer um tutorial só sobre vilões, porque acho essa parte magnífica, então vou me resumir aqui.
Sugiro que, pelo menos nos primeiros capítulos, o obstáculo aos protagonistas seja um pouco menor. Crie um "vilão de um capítulo", alguém que vai surgir, triunfar por um momento e depois vai perder. Desse jeito você já vai mostrando os poderes do seu protagonista.

Ao fim desse capítulo você já sabe como criar um universo, o tempo da história, uma trama e os primeiros personagens. Já dá pra escrever algo!

Como tudo isso depende de sua imaginação e seu esforço o máximo que posso fazer é isso, guiá-los aos pouquinhos!

Vou ficando por aqui e prometo que se a faculdade me der tempo eu farei a continuação o mais rápido possível. Como eu disse, no próximo tutorial espero falar mais sobre como começar a escrever o roteiro dos primeiros capítulos e, se tudo der certo, pretendo falar também sobre como criar uma rotina (porque fazer mangá dá um trabalho absurdo!). 
Espero que tenham gostado. Comentem o que acharam e não se esqueçam de divulgar!

Até a próxima postagem!