;

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Geografia de Naruto: País do Fogo

O País do Fogo é, talvez, o mais poderoso país do mundo de Naruto. Apesar de não ser o maior em questão de território, possui um poder muito grande. 


Esse poder deve-se à Aldeia da Folha, que foi a primeira a ser fundada e o País do Fogo foi o primeiro a ter uma vila ninja, modelo que seria copiado pelos outros países mais tarde. Os ninjas da Folha prestam inúmeros serviços ao País de Fogo, como serviços de guarda-costas, caçando criminosos ou até resgatando animais perdidos.


Por muitos anos o País do Fogo foi inimigo do País da Terra, País do Raio e País do Vento. Grande parte dessa rivalidade se devia aos confrontos entre aldeias ninjas, que eram a principal força de combate.

O País do Fogo possui um clima agradável, algo bem tropical. É um país cheio de florestas, cachoeiras e rios. Na fronteira com o País do Som há o Vale do Fim, uma cachoeira natural entre duas estátuas, uma de Hashirama e outra de Madara, os fundadores da Aldeia da Folha.


É lar também do Templo do Fogo, um templo de monges, onde se destacavam os Doze Guardiões Ninja, que serviam como guarda-pessoal do Daimyo nos tempos de guerra. Com o fim das guerras o grupo se desfez.


Entre as cidades do país, pouquíssimas são conhecidas. Uma delas é Otafuku, onde Jiraiya e Naruto vão procurar por Tsunade. Foi informado que ela fica a 12 km da Aldeia da Folha. É uma cidade cheia de cassinos, lojas e casas de banho. Outra cidade é Shukuba, também visitada por Jiraiya e Naruto. É conhecida por suas hospedarias e bordeis.


Seu atual líder, o Daimyo do Fogo, parece ser um homem muito passivo, conformista e influenciável. Durante a reunião para escolher um novo Hokage ele mostrou apresso por Jiraiya, embora fosse influenciado várias vezes em sua escolha.


_ _ _ _ _

Até a próxima postagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário