;

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

A Ciência dos Quadrinhos: O Incrível Hulk

Alguma vez eu já devo ter citado aqui no blog que sou um grande fã de Ciências, principalmente Física e Química. Quando leio ou assisto algo que envolve ciências eu costume ficar analisando e pensando sobre. Eu adoro Física dos Desenhos Animados! Dá pra perdoar os erros.
Enfim, vamos ao assunto da postagem. Nas histórias em quadrinhos temos muitos exemplos de demonstrações científicas. Elas são o principal fator para transformar um humano normal em um super-herói ou super-vilão.

Vamos falar sobre isso em partes. Primeiro, gostaria de falar sobre o Hulk.

Como sabemos, o cientista Bruce Banner passou a se transformar em Hulk após se atingido por raios gamas durante um teste militar.



Mas afinal, o que são raios gama?
Bom, os raios gama são uma forma de radiação. São gerados principalmente no espaço, pelas grandes estrelas sempre que elas realizam a fusão nuclear para se manterem acesas. Mas também são liberados por elementos radioativos, usados para obtenção de energia nuclear. Os raios gamas são altamente perigosos. Eles são capazes de penetrar em quase todo tipo de matéria e desestabilizar os átomos e moléculas.

A bomba atômica, por exemplo, libera muitos raios gamas, por isso as pessoas podem morrer muito tempo depois, devido ao contato com a radiação.



Então, com certeza, Bruce deveria ter morrido.

Só que ainda falta analisar alguns fatos. Existe um processo médico chamado "Faca Gama", que consiste em aplicar pequenas doses de radiação gama em um ponto focado, como um tumor, na intenção de aniquilá-lo. Geralmente é usado para tratar tumores cerebrais, onde a cirurgia comum não pode atingir. É claro que estamos falando de pequena quantidade de radiação.

A emissão de raios gama também é usada na Tomografia por Emissão de Pósitrons (PET). É um tipo de exame que escaneia o corpo da pessoa e cria um mapa com as atividades metabólicas da mesma. Os pósitrons são antipartículas, a versão oposta do elétron. Por isso, quando um pósitron atinge um elétron os dois se aniquilam e geram radiação gama e energia.



Enfim, podemos concluir que, em condições normais, qualquer um poderia ser morto ao receber a quantidade de raios gama emitida por uma bomba, como a que Bruce recebeu. A menos que o Dr. Bruce Banner tenha alguma "deformidade" desconhecida no seu corpo, que alterasse a radiação. Mas enquanto essa "deformidade" for um mistério, nunca saberemos como ele fica tão musculoso, e porque somente quando está com raiva.



A cor verde não precisa de explicação científica. Ela é resultado de um erro de impressão dos primeiros gibis do Hulk, onde o personagem originalmente cinza saiu verde!

Espero que tenha ficado claro e fácil de entender.

Até a próxima postagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário