;

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Contos Japoneses: Momotaro, o Filho do Pêssego

Eu fiz uma pequena enquete no blog sobre o desejo dos leitores em ver contos japoneses no blog. E como o "Sim" ganhou, aqui está o primeiro conto.
Pra quem acha que isso não tem a ver com o blog, eu acredito que todo otaku gosta do Japão e de sua cultura. Só acho. E pra aliviar um pouco vou tentar ligar o conto a alguma coisa de animangás, já que muitos deles usam de lendas para criar um conteúdo legal.

Vamos ver agora a lenda de Momotaro...

Em um período antigo e misterioso do Japão feudal, os onis (demônios do mau) aterrorizavam os humanos, destruindo suas aldeias e roubando seus itens de valor.
Numa dessas aldeias que eram arrasadas por onis, vivia um casal de velhinhos.
Certo dia, o casal saiu para o bosque. O senhor foi cortar lenha e a a senhora estava lavando roupa na beira de um rio. Foi quando ela avistou um pêssego enorme flutuando na água.



A senhora então o puxou para a terra e resolveu levá-lo para casa.
Ela esperou seu marido chegar para cortar o pêssego, pois morava sozinha e os dois não tinham filhos (e estava tarde mais para isso). Quando o marido chegou ele foi partir o enorme pêssego com seu machado para poderem comer.



No primeiro golpe o pêssego rachou no meio e, para a surpresa dos dois, havia um bebê dentro. O bebê chorou como se tivesse acabado de nascer. O casal ficou chocado, sem entender, mas viram que era como um bebê comum. As exceções eram que o bebê era muito pesado, forte e guloso.



O casal de idosos resolveu cuidar do menino, batizando-o com o nome de Momotaro (que significa "Filho do Pêssego"). O garoto crescia rapidamente, e ele adorava comer os muitos kibidangos (bolinhos feitos com farinha de arroz) que sua mãe fazia. E estava cada vez mais forte.



Até que um dia Momotaro ficou sabendo dos onis e toda a maldade que eles faziam. Confiante de sua força e coragem, Momotaro resolveu ir até a morada dos onis, um castelo numa ilha longínqua, para derrotá-los.



Momotaro despediu-se de seus pais adotivos. Do seu pai ele recebeu um machado de presente, e de sua mãe ganhou uma sacola cheia de kibidangos. E logo o garoto começou sua jornada. 



Momotaro atravessou muitas cidades, até que em uma delas ele encontrou um cachorro que disse estar faminto e lhe pediu comida. Momotaro deu um dos seus bolinhos, e o cachorro ficou muito agradecido, dizendo que se tornaria seu ajudante e amigo. E assim a jornada continuou, agora em dupla.



Mais tarde, Momotaro e o cachorro encontraram um macaco em uma árvore. O macaco disse estar faminto e Momotaro lhe deu outro bolinho. O macaco ficou agradecido e tornou-se amigo do menino.



O mesmo se repetiu mais tarde, quando o trio encontrou um faisão. Agora a jornada era um quatro: Momotaro, o cachorro, o macaco e o faisão.



Quando chegaram ao mar, o cachorro usou seu faro aguçado para encontrar um barco e todos partiram para a ilha, mesmo com o tempo ruim. O faisão então voou o mais alto que pode e guiou-os em meio a neblina. 



Então eles chegaram ao imenso castelo dos onis, porém ele era fechado com um grande portão de ferro. Então o macaco começou a escalar as paredes com imensa habilidade e entrou no castelo sem ser visto. De dentro ele abriu o portão. Então Momotaro e seus amigos conseguiram entrar no castelo, pegando os onis de surpresa.



Os quatro enfrentaram bravamente o exército de onis. Todos participaram da luta com suas melhores habilidades.



E no fim Momotaro e os animais saíram vitoriosos. O chefe dos onis implorou pela vida, dizendo que nunca mais atacaria as aldeias e devolveu todos os tesouros roubados. Momotaro aceitou a proposta e poupou a vida de todos.



Então o quarteto voltou para casa, e o casal de idosos ficou muito feliz ao ver seu filho de volta. Momotaro devolveu o tesouro a todas as aldeias e ninguém nunca mais foi atormentado pelos onis.



Esta lenda ainda é contada desde muito tempo atrás, encantando as crianças. Há até estátuas:

Para informar melhor, isso é um kibidango:




Nos animangás:


  • Eiichiro Oda, em seu sucesso One Piece, usou a lenda para criar os Almirantes da Marinha. Cada um dele herdou o nome de um dos animais junto a cor de seu elemento: Kizaru (Macaco Amarelo), Akainu (Cachorro Vermelho) e Aokiji (Faisão Azul).


*As imagens em desenho pertencem a um livro japonês sobre o conto, então ficam aqui os créditos*

E então, gostaram da história? Essa é uma das minhas preferidas. Logo eu posto mais (e quem sabe umas de terror)!

Até a próxima postagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário