;

terça-feira, 27 de março de 2012

O Going Merry da vida real!

O Going Merry foi o primeiro navio do Bando do Chapéu de Palha. Foi construído por Merry, um mordomo da moça rica Kaya, após derrotarem o Capitão Kuro. Como Merry era um tanto fixado por carneiros, o navio é enfeitado com artigos baseados neste animal, como a escultura na proa do navio.
Pois bem, no dia 19 de julho de 2003, no evento chamado Odaiba Bouken Ou, que é patrocinado pela Shueisha e por emissoras de TV japonesas, na província de Obaida, Tóquio, foi apresentado um navio que foi construído imitando o Going Merry. A construção custou 100 milhões de ienes, e por cerca de 800 ienes era possível dar uma volta de 40 minutos (eu quero!)
O navio pesa cerca de 430 toneladas, tem mais de 40 metros de comprimento e 12 de largura. Mas em 2005 ele foi retirado do porto onde estava, e não se sabe se foi guardado ou desmontado, devido ao navio ter saído da história de One Piece e substituído pelo Thousand Sunny.


Aqui está original do anime/mangá:




E aqui está a versão "cosplay" do Going Merry.


Ficou muito parecido e ficou bem legal. Tem até as laranjeiras da Nami. E vocês repararam que Mohmoo, aquele monstro marinho parecido com uma vaca do Arco de Arlong está ali no fundo?
Eu teria a coragem de comprar um navio desse e viajar pelos oceanos. Só falta o dinheiro...


Até a próxima postagem!

sexta-feira, 23 de março de 2012

Personagens de Hamtaro

Hamtaro foi um anime que marcou a minha infância. Passava nas manhãs de sábado da Globo, e como eu tinha o hábito de acordar cedo mesmo quando não tinha aula, eu sempre assistia. Hoje em dia pode parecer algo tão infantil. Eu penso o mesmo, mas não deixo de odiar ou critico a história (que é bem legal, por sinal!). Esse anime também foi essencial para que eu desenvolvesse melhor meu desenho, porque eu gostava de copiar todos os personagens e isso me ajudou muito a aprender a desenhar.


Então eu vou postar aqui sobre os personagens do anime, que são hamsters. E sei que, junto com muito, vou relembrar muitas coisas da minha infância.


A História


A história é a seguinte: se trata de hamsters que tem vidas secretas, saindo de suas gaiolas quando os donos estão na escola e se encontrando no Clubinho para reuniões e brincadeiras. Mas sempre havia um problema, seja um gato ou algum humano tentando descobrir esse lado secreto deles. Laura sabia da "segunda identidade"de Hamtaro e da Turma do Clubinho, que agora tinha que proteger a ajudar os donos dos hamsters.






Hamtaro


É um hamster laranja e branco, animal de estimação de Laura. De tão inocente que é, não nota o amor que a hamster fêmea Bijou sente por ele. Ele gosta muito de brincar, e gosta de curtir a vida de mascote fofinho.




Laura Haruna


É a dona de Hamtaro e uma das protagonistas. Em muito dos episódios os Ham-Ham (o nome da Turma do Clubinho) têm que ajudá-la a escapar de problemas na escola e da vida. É a melhor amiga de Kana.




Fofuxo


O melhor amigo de Hamtaro. É um hamster comilão e muito brincalhão, mas é desajeitado. É muito medroso, e não larga por nada sua semente de girassol.




Chefe


Se declara o chefe dos Ham-Ham. É um hamster sem dono, que viveu no campo. Parece com um hamster de rua, por que tem bigodes tortos e orelha com um corte. É um escavador de túneis profissional. É apaixonado por Bijou, mas tem vergonha de dizer.




Bijou


É uma hamster fêmea que tem um lacinho na cabeça. É alegre e muito doce, e apaixonada por Hamtaro.




Aurélio


Ele é o mais alto dos hamster. É muito inteligente e calmo, e está sempre lendo um livro.




Mauricinho


É um hamster educado e inteligente, que sempre usa óculos e uma gravata vermelha.




Penélope


Ela é a menorzinha dos hamster. Ela não sabe falar. Eu sempre me perguntava se aquilo amarelo em cima dela era uma roupa ou era a pele dela.




Touquinha


Tem esse nome porque é fanático por toucas. Aliás, é fanático por todo o tipo de chapéu, boné, boina, etc... Sempre acha algo novo para por na cabeça.




Soninho


É um hamster pequenino que passa o tempo todo dormindo dentro de uma meia de bebê.




Panda


Tem esse nome por causa de sua semelhança com um panda, como as manchas em volta dos olhos. É o construtor e concertador dos Ham-Ham.




Jingle


É um hamster cantor e poeta. Sempre fala cantando ou com rimas, e é meio distraído com a vida.




Pashmina


Uma hamster fêmea muito amiga de todos os Ham-Ham.




Tureco


É um hamster com um forte sotaque caipira (eu gostava de imitá-lo). É meio piadista, fazendo todos rirem.




Jojô


É uma hamster atlética e que gosta muito de brincadeira em que precisa de agitar muito. 




João


Irmão gêmeo de Jojô. É um hamster galanteador, e que nunca desgruda de suas maracas, tocando sempre músicas ao estilo mexicano.




Tinha mais alguns personagens, humanos e hamsters, além de gatos e outros animais. Mas eu vou colocar apenas a turma do clubinho. Esse desenho era fantástico na época em que eu assistia, e eu tenho certeza de que tem muita gente jovem que ainda gosta.


Até a próxima postagem!

domingo, 18 de março de 2012

As Constelações de Cavaleiros do Zodíaco - parte 2

Continuando com as constelações dos Cavaleiros do Zodíaco. Para que esta postagem não ficasse muito desnutrida eu dividi os Cavaleiros de Prata, e a sua segunda parte está aqui.


Para a primeira parte, acesse: http://universoanimanga.blogspot.com/2012/03/as-constelacoes-de-cavaleiros-do.html


Cavaleiros de Prata (parte 2)


Cefeu (Cepheus)


Constelação de Daidalos. Cefeu era o pai de Andrômeda, e rei da Etiópia (esta Etiópia não é a atual, a africana, e sim um reino fenício). Quando Perseu salvou Andrômeda e lhe propôs em casamente, Cefeu foi contra e tentou matá-lo, mas foi petrificado pela cabeça da medusa.




Hércules (Hercules)


Constelação de Alghetti. Hércules é talvez o personagem mais conhecido da mitologia grega. Ele é um semideus, filho de Zeus com a mortal Alcmene, e um decendente de Perseu. Hércules era dono de uma força imensa, mas tinha uma das piores rivais de todas: a deusa Hera, que perseguia todos os descendentes das "fugidas" de Zeus. Hera tentou matar Hércules quando ele ainda era criança, colocando duas cobras em seu berço, mas o bebê as estrangulou. Quando adulto, Hera provocou um ataque de loucura em Hércules, que matou sua esposa e seus filhos. Seguindo os conselhos de um oráculo, Hércules tinha que se tornar servo de seu primo, o rei Euristeu. Euristeu resolveu que tornaria Hércules livre se ele realizasse dez trabalhos super-difíceis. Hércules realizou todos, mas como recebeu ajuda em dois deles, Euristeu aumentou o número de trabalhos para doze, mesmo assim ele os realizou. Hércules foi morto mais tarde por sua esposa, que lhe vestiu uma túnica envenenada.




Perseu (Perseus)


Constelação de Algol. Perseu é um dos heróis mais conhecidos. Acrísio era o rei de Argos, e quando ele foi ver um oráculo, este o disse que seu neto, filho de Dânae, o mataria. Então Acrísio a trancou em uma câmara secreta, totalmente vigiada. Mas Zeus se sentiu atraído pela moça, e se transformou em uma chuva de ouro para poder entrar. O filho desta relação foi Perseu, a quem Acrísio deixou a deriva no mar junto com Dânae, dentro de um caixão. Quando cresceu recebeu a missão de acabar com a Medusa, que transformava a todos em pedra. Ele recebeu a ajuda de Hades, que lhe deu o Elmo da Invisibilidade, Hermes, que lhe entregou a lâmina para matar a criatura e Atena lhe auxiliava o tempo todo. Perseu decapitou a Medusa e quando voltava para casa encontrou Andrômeda e a salvou, derrotando Cetus.




Cães de Caça (Canis Venaciti)


Constelação de Asterion. Asterion e Chara eram dois cachorros muito fiéis a seu dono, que lhe ajudavam em tudo desde a caça até pastoreio. O dono deles que era filho de Démeter, deusa da agricultura, que pediu para Zeus que, quando os cachorros morressem fosse colocados no céu por sua lealdade.




Cocheiro (Auriga)


Constelação de Capella.




Mosca (Musca)


Constelação de Dio. Urano foi o primeiro rei do universo formado, mas depois ele foi destronado pelo filho, Cronos, e o amaldiçoou a sofrer o mesmo destino: ser destronado pelo filho. E assim ocorreu, Zeus derrotou o pai e tomou o universo. Mas Zeus ainda temia a profecia de que seu primeiro filho o destronaria, e quando soube que sua primeira esposa, Métis estava grávida dele, Zeus propôs um jogo em que os dois se transformavam em animais. Depois de várias transformações, Métis se transformou em mosca. Imediatamente Zeus voltou a forma humana e a engoliu. Mas um tempo depois Zeus sentiu muita dor de cabeça, e pediu para Hefesto lhe partir o crânio com um machado (ele era imortal, iria se regenerar imediatamente) e quando a cabeça se abriu, saiu Atena, adulta e vestida com uma armadura.




Corvo (Corvus)


Constelação de Jamian. Certa vez, Apolo enviou um corvo para buscar água em uma taça. Mas o corvo se atraiu por uma árvore de figos e passou um tempão lá, comendo. Então ele foi buscar a água e voltou, dizendo que o motivo do atrase era a Hidra de Lerna. Apolo ficou irritado com o atraso e atirou no corvo e na taça, jogando-os no céu e lá ficaram presos.




Cão Maior (Canis Major)


Constelação de Sirius. Sirius era o cão de caça de Órion. Foi morto pelo escorpião mandado por Apolo e depois foi posto no céu.


 Esse é o Hércules, o maior cachorro do mundo. Veja que ele atinge quase o tamanho de um cavalo!


Lira (Lyra)


Constelação de Orfeu. Ironicamente, Orfeu é um músico e poeta, filho de Apolo (deus da música). Ele foi um dos argonautas, seguidores de Jasão. Sua marca é a lira, o instrumento musical que mais tocava.




Sagita (Sagitta)


Constelação de Tremy. Durante uma tentativa de invasão de alguns ciclopes do mal (alguma parte dos ciclopes eram bons, e trabalhavam para os deuses). Apolo foi incumbido de eliminar os ciclopes, e usando seu arco mística, ele disparou flechas para todos os lados, derrubando todos os monstros. Uma destas flechas se cravou no céu, virando a constelação.




Cérbero (Cerberus)


Constelação de Dante. Cérbero é um cachorro gigante de três cabeças, que guarda os portões do Submundo, evitando que os vivos entrem.


Pavão (Pavo)


Constelação de Shiva. O pavão é o animal sagrado da deusa Hera. Como Zeus era muito mulherengo, Hera colocou Argos Panoptes, um homem com mais de 100 olhos pelo corpo, para vigiar uma das amantes do marido, Io. Quando dormia, Argos matinha 50 olhos abertos e deixava outros 50 fechados. A pedido de Zeus, Hermes fez Argos dormir com todos os olhos e depois cortou sua cabeça. Hera recolheu os olhos de Argos e os colocou na cauda de uma ave, o pavão.





Órion (Orion)


Constelação de Jaga. Órion era o melhor caçador de todos os tempos. A deusa da caça, Ártemis, era apaixonada por ele, e ele tinha o mesmo sentimento por ela. Mas Apolo insistia em lembrar Ártemis sobre o voto que a deusa fez, de permanecer virgem para sempre. Então Apolo mandou um escorpião gigante atrás de Órion e seu cachorro Sirius. O cachorro foi morto, mas Órion entrou em um rio, ficando apenas com a cabeça do lado de fora. Apolo chamou Ártemis e a desafiou para ver quem acertava o alvo que ele havia colocado na água (a cabeça de Órion). Ártemis acertou de primeira, matando o caçador. Então ela pediu para Zeus colocar ela, o cachorro Sirius e o escorpião no céu.




Cruzeiro do Sul (Crux)


Constelação de Kraisto. O Cruzeiro do Sul é uma das constelações mais famosas, e é muito usada pelos viajantes e navegadores por que indica a direção do sul.




Escudo (Scutum)


Constelação de Jan.




Taça (Crater)


Constelação de Suikyo. A história da Taça está na lá em cima, junto com a de Corvo.




Tarântula


Constelação de Aracne. Na verdade não existe uma constelação de Tarãntula, mas existe a Nebulosa de Tarântula.




Carina (Quilha)


Constelação de Atlas. Uma quilha é parte do barco que serve como base para as demais partes do casco. No caso da constelação, é a quilha do nau Argo, o navio dos argonautas.





Lince (Lynx)


Constelação de Jaú. 




Cabeleira de Berenices


Constelação de Berengue. Certa vez, a rainha egípcia Berenice ofereceu seus longos e belos cabelos a Afrodite, deusa do amor e da beleza, se seu marido retornasse da guerra onde estava. Protegido pela deusa, ele voltou são e salvo. Então Berenice cortou seus cabelos e ofereceu ao altar. No dia seguinte os cabelos não estavam mais lá. 




Sextans (Sextante)


Constelação de Yuri. Um sextante é um aparelho de medição, usado principalmente na navegação.









Daqui pra baixo, algumas constelação não existem, ás vezes são só representações de estrelas, mas eu ainda vou citar como "Constelação de ..."


Saga de Posseidon


Cavalo Marinho


Constelação de Bian. Em algumas versões da mitologia grega, os cavalos marinhos são seres que puxam a carruagem aquática de Posseidon. Em outras versões são os hipocampos (meio cavalos, meio peixe) que puxavam a carruagem.




Cila (Scylla)


Constelação de Io. A cila é um monstro marinho da mitologia grega. Ela é, da cintura para cima, uma bela mulher, mas que tem seis cabeças de cachorro selvagem em volta da cintura, e o resto do corpo são tentáculos de polvo. Ela aparece na Odisseia.




Crisaor (Chrysaor)


Constelação de Krishna. A Medusa era uma mulher normal, sacerdotisa de Atena. Certa vez, Posseidon se apaixonou por ela e eles se amaram no próprio templo de Atena, que enfurecida transformou Medusa em um monstro, a quem ninguém mais irá amar. Mas ela estava grávida, e quando Perseu lhe cortou a cabeça, de seu sangue surgiu Pégaso e Crisaor. Este último é um gigante, que é pai de Gerião, o gigante de três corpos.


Liminades (Lymnades)


Constelação de Kaasa. Os Liminades são pequenos duendes que protegiam as ninfas dos homens que tentavam espioná-las ou algo mais. Mas na série ela é representada por uma salamandra.


Kraken


Constelação de Isaak. Presente na mitologia grega, mas prevalece na mitologia nórdica. É um polvo gigante. Tinha centenas de braços, e o tamanho de ilhas gigantes, e que afundava os barcos.




Sereia (Sirene)


Constelação de Sorento. As sereias são seres meio mulheres, meio peixe. Elas tem um canto tão doce e bonito que atrai os navegantes para o fundo do mar a sua procura. Quando Odisseu avistou sereias, ele pediu para que sua tripulação colocasse cera de vela nos ouvidos, mas ele queria ouvir a música delas, então se amarrou ao mastro.




Dragão-Marinho


Constelação de Kanon. 




Saga de Hades


Wyvern


Constelação do Juiz do Submundo, Radamanthis. Uma wyvern é um tipo de dragão alado das histórias medievais.




Grifo


Constelação do Juiz do Submundo, Minos. Um grifo é um ser com a parte da frente de uma águia (bico, garras, asas) e a parte de trás de um leão (pernas traseiras, rabo,...).




Garuda


Constelação do Juiz do Submundo, Aiacos (o juiz verdadeiro se chama Eaco). É um pássaro gigante da mitologia hindu, que é a montaria do deus Vishnu. Dizem que é brilhante como o sol e é o inimigo mortal das serpentes.




Ciclope


Constelação de Giganto. Os ciclopes são gigantes monstruosos com apenas um olho na testa. Os três principais ciclopes eram filhos de Urano com Gaia, mas estes os prenderam no Tártaro por serem muito feios. Quando Zeus queria destronar seu pai, Urano, ele soltou os ciclopes do Tártaro para ajudarem os deuses na guerra contra os titãs. Ciclopes são excelentes ferreiros, e esses três originais são assistentes de Hefesto, agora gratos eternamentes aos deuses. Mas existem outros ciclopes, alguns malvados e outros bons, na sua maioria filhos de Posseidon. Um dos mais famosos é Polifemo, que manteve Odisseu preso em sua caverna e acabou sendo cegado por este.




Harpia


Constelação de Valentine. Harpia são seres meio mulheres, meio aves. Algumas delas viviam em pântanos, mas existia um grupo que foi enviado para roubar a comida do velho rei da Trácia Fineu, que tinha o dom da visão e o usava para modificar o destino, irritando os deuses.




Minotauro


Constelação de Gordon. Talvez a lenda mais conhecida da mitologia grega graças aos inúmeros filmes em que ele apareceu. Quando o rei de Creta morreu, houve uma disputa entre os seus três filhos para ver quem ficaria com o trono. Um dos filhos, Minos, rogou a Zeus para que ele mandasse um sinal de que ele deveria ser o rei. Então Zeus enviou um touro branco a casa de Minos, e ele deveria sacrificar o animal em honra ao deus. Mas Minos, já rei, achou o touro bonito demais para ser sacrificado e ficou com ele. Zeus ficou irritado e fez com que a esposa de Minos, Pasífae se apaixonasse perdidamente pelo touro. Então ela pediu para o inventor Dédalo construir uma vaca de madeira, onde ela ficou dentro e copulou com o touro. Deste cruzamento nasceu o Minotauro. Como ele era cedento por carne humana, ficava preso em um labirinto. A cada ano, Minos mandava 14 homens e 14 mulheres (os números variam) para alimentá-lo. Um desses jovens era Teseu, que conseguiu matar o Minotauro e sair do labirinto graças a Ariadne, filha de Minos.


Na oitava série, como trabalho final de Artes, meu grupo fez uma peça chamada "Teseu e o Minotauro". Eu fui o príncipe Teseu.



Aqueronte


Constelação de Caronte. Aqueronte é um rio do Submundo, pelo qual o barqueiro Caronte leva as almas dos mortos. Este rio chega ao portão de Cérbero, onde ele deixa a alma.




Esfinge


Constelação de Faraó. Uma esfinge é um ser encontrado principalmente na mitologia egípcia, mas aparece na grega. Em ambas é um ser com corpo de leão, cabeça humana e asas de pássaro. Na mitologia grega ela parava viajantes e lhe fazia uma adivinhação, se eles errassem ela os devorava. Édipo foi o único a advinha e conseguiu matar a esfinge.




Golem


Constelação de Rock. Um golem é um ser mítico encontrado em várias mitologias, mas está muito ligado ao judaísmo. Ele seria uma estátua de lama ou rochas, que através de um selo ganharia vida e protegeria seu criador.




Troll


Constelação de Iwan. Um troll é encontrado principalmente na mitologia nórdica. São gigantes com mais que uma cabeça, rostos e corpos deformados, que viviam em cavernas e atacavam pessoas para devorá-las.




Lobisomem (Licaon)


Constelação de Flégias. A lenda do lobisomem existe há muito tempo, em muitas culturais do mundo. Há inclusive uma lenda do lobisomem no Brasil. Ele seria um homem que em toda noite de lua cheia virava um lobo humanóide, que se alimenta de carne e ataca o gado e galinheiros.




Besouro


Constelação de Stand.


Basilisco


Constelação de Sylphid. É uma serpente mítica medieval. É representada às vezes como uma serpente com cabeça de galo, outras como um lagarto gigante. É capaz de matar uma pessoa apenas com seu olhar.




Alraune


Constelação de Queen. De acordo com uma antiga lenda da Idade Média, a raiz da Mandrágora podia gerar. Eles acreditavam que algumas espécies desta plantas só nasciam a baixo de árvores onde homens eram enforcados, e ao terem seus pescoços pressionados pela corda, eles espirravam esperma no chão, e assim surgia este tipo de mandrágora mágica.




Górgona


Constelação de Ox. As Górgonas são três irmãs com cabelo de serpente, pele com escamas, e o poder de petrificar com o olhar. São elas Medusa, Esteno e Euríale.




Borboleta


Constelação de Myu.


Elfo


Constelação de Miles. Um elfo é um ser parecido com um ser humano, mas com orelhas pontudas e algumas vezes e bem pequeno, como um duende. Geralmente são exímios arqueiros.




Esqueleto


Constelação de Markino. Após pegar o Velo de Ouro, os dentes do derrotado Dragão da Cólquida, monstro que vigiava o velo, se plantaram no chão e desses dentes, como se eles fossem sementes, nasceram esqueletos munidos de armadura e espadas, com quem os Argonautas tiveram que lutar.








Outros


Nasu


Constelação de Verônica. Nasus são pequenos seres parecidos com borboletas que se alimentam de corpos em decomposição, e que habitam o Submundo.




Grou (Grus)


Constelação de Yuzuriha. O grou é um pássaro sagrado na China e no Japão, e é muito presente nas lendas egípcias.




Altar (Ara)


Constelação de Hakurei. Antes da grande Titanomanquia (guerra dos titãs contra os deuses), Zeus estava buscando aliados. Quando ele foi ao Tártaro avistou os ciclopes e os hecatônquiros (gigantes com 100 braços) que foram presos por Urano e mantidos lá por Cronos. Então Zeus os soltou e em um altar fizeram o acordo para lutarem juntos.




Benu


Constelação de Kagaho. Um benu é, na Mitologia Egípcia, uma garça brilhante mágica, um dos símbolos do deus do sol, Rá.


Licaon (Lycaon)


Constelação de Flégias. Licaon era o rei da Arcádia, que na sua época estava muito violenta e cheia de crimes. Então Zeus foi testas a hospitalidade do lugar para ter certeza da situação. O rei Licaon o acolheu, mas duvidava que ele era um deus. Então ele mandou matarem um homem e colocaram seus pedaços em uma sopa, que o rei serviu, se ele percebesse que era carne humana seria um deus. Mas Zeus percebeu o tipo da carne e lançou um raio em Licaon que, ferido, começou a correr e entrou em uma floresta, onde começou a se transformar em lobo.


Behemont


Constelação de Violet. O Behemont está presente em muitas mitologias e até na Bíblia, mas com aparências diferentes. Às vezes é retratado como um leão gigante, mas a mais usada é a de um tipo de lagarto gigante, com a pele formada por uma couraça e dentes afiados. Às vezes é retratado como um hipopótamo.




Durahan


Constelação de Kiew. O Durahan está presente na mitologia irlandesa. É um homem sem cabeça, mas a carrega nos braços. Monta um cavalo negro também sem cabeça. A noite sai para procurar pessoas para decapitar. Sua lenda é semelhante a do Cavaleiro-sem-cabeça.




Hanuman


Constelação de Tokusei. Na mitologia hindu o Hanuman é um deus-macaco.




Mefistófeles


Constelação de Yohma. É um demônio da Idade Média, que se tornava famoso nas lendas por se transformar em humanos diferentes e praticar maldades, e inocentes eram culpados por isso. Pra quem já viu Motoqueiro Fantasma, Mefistófeles é aquele que compra a alma de Johnny Blaze, o próprio motoqueiro.


Díades (Dryads)


Constelação de Luco. São ninfas dos bosques, protetoras das árvores. Diziam que cada árvore na Terra era uma dríade, e se cortassem ou derrubassem uma árvore, uma dríade morria, causando ira dos deuses. Por isso eles evitaram ferir as árvores. Devíamos seguir o exemplo...




Polaris


Constelação de Hilda. Polaris é a estrela mais brilhante da constelação de Ursa Menor.


Phecda


Constelação de Thor. Phecda representa Jormungard, uma serpente gigante que, segundo a mitologia nórdica, dava a volta no mundo inteiro de tão grande que era. Foi derrotada por Thor, o deus do trovão. O nome do cavaleiro combina bem com sua constelação. Thor era um deus fútil, comia e bebia muito e era bem irresponsável e explosivo, mas era um grande guerreiro.




Merak


Constelação de Hagen. Merak representa Sleipnir, o cavalo voador de oito patas de Odin. Certa vez, quando Thor foi caçar gigantes por seis meses, os deuses ficaram preocupados com a proteção de seu reino, Asgard. Então um gigante disse que poderia construir uma muralha, em troca de se casar com Freyja, a deusa mais bonita de todas. Mas os deuses lhe avisaram que ele tinha que fazer em menos de seis meses, pois se Thor voltasse e o visse, o mataria. E fizeram o acordo. Mas o gigante tinha um segredo, ele tinha um cavalo voador, que acelerava demais o processo. Loki, o deus das travessuras, ficou irritado, por que não queria que o gigante saísse ganhando por cima dos deuses. Então ele se transformou em égua e chamou a atenção do cavalo, que começou se exibir, relinchando e se sacudindo. Então o gigante caiu do cavalo e derrubou toda a muralha que já havia construído. Do cruzamento do cavalo com o Loki transformado, saiu Sleipnir.




Megrez


Constelação de Alberich. Representa a pedra Ametista, símbolo da magia. Segundo uma lenda da mitologia, um garoto comum estava caminhando na floresta, quando encontrou uma Ametista. Como a pedra era muito bonita, ele a pegou. Mas a pedra começou a fundir com seu corpo, e ele virou um monstro gigante de cristal. Ele foi rejeitado por amigos e família, e por toda a aldeia. Então ele ficou tão irritado, que explodiu e empalou todos os aldeões com estacas de cristal.




Mizar


Constelação de Shido. Representa o Smilodon, ou Tigre Dentes-de-Sabre. Na mitologia nórdica eram Bygul e Trjegul, os animais que puxavam a carruagem de Freyja.




Dubhe


Constelação de Siegfried. Representa Fafnir. Segundo a mitologia Nórdica, era um ladrão que roubou o ouro dos anões. Então foi transformado pelos deuses em um dragão, que deveria proteger eternamente aquele tesouro que roubava.




Alioth


Constelação de Fenrir. Representa o lobo gigante Fenrir. Ele é filho de Loki com a giganta Angrboda. No Ragnarok, o fim do mundo na mitologia nórdica, Fenrir se soltaria das correntes de sua prisão e mataria o poderoso Odin.



Benetnasch


Constelação de Mime. Representa a Harpa de Bragi, que era o deus da poesia, da música e da arte. O som de sua harpa tocada por Bragi podia fazer florescer até as plantas mortas.






Até a próxima postagem!